gestão de frotas

5 dicas essenciais para realizar o controle e a gestão de frotas

Fazer uma boa gestão de frotas é necessário para alcançar os objetivos e tornar a área mais eficiente. Para isso, é preciso ter alguns cuidados especiais e adotar métodos que ajudem a aumentar o controle sobre a operação.

No artigo de hoje, listamos 5 dicas que servirão para otimizar os processos e para garantir resultados aprimorados. Continue com a leitura e confira agora mesmo!

1. Faça um planejamento objetivo

O planejamento é crucial para que as atividades executadas alcancem o desempenho esperado e garantam o cumprimento das metas. É por meio dele que se estabelece os objetivos e quais serão as ações adotadas.

Para que se consiga alcançar os objetivos esperados, é preciso criar um plano para curto, médio e longo prazo. Com isso, o gestor e sua equipe sabem melhor aonde se espera chegar e qual caminho deve ser feito para que isso se torne possível.

2. Mapeie os processos da gestão de frotas

O mapeamento de processos é a atividade de analisar os métodos de trabalho e criar um desenho para representar esse fluxo — especificando as áreas, as informações e os recursos envolvidos em cada um deles, do início ao fim.

Esse estudo ajuda a identificar quais são os gargalos na operação (e onde, exatamente, eles ocorrem) e quais são suas possíveis causas, o que facilita a criação de soluções mais eficazes e permite apontar quais são as oportunidades de melhorias.

3. Corrija as falhas e adote as melhorias

Depois que o mapeamento dos processos foi realizado, é o momento de aplicar todas as ações que foram sugeridas para a correção dos problemas. Isso fará com que os problemas diminuam e os métodos de trabalho se tornem mais eficientes.

Além disso, vale a pena implementar todas as oportunidades de melhoria que foram apontadas. Assim, o desempenho alcançado se tornará ainda mais satisfatório para o negócio.

4. Acompanhe indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho são uma forma de análise que auxilia o gestor no entendimento dos resultados do setor e fornece uma base sólida para que a tomada de decisão seja mais acertada.

Por meio deles, consegue-se saber se os recursos e os esforços empregados em cada processo estão sendo suficientes para alcançar as metas ou se há alguma ineficiência que prejudica o trabalho.

Dentre os indicadores mais comuns para a gestão de frotas, podemos citar:

  • custo de manutenções;
  • tempo total de ociosidade do veículo;
  • gasto com combustível;
  • incidência de multas;
  • percentual utilizado da capacidade dos veículos.

5. Invista em tecnologia

O investimento em sistema de gestão ajuda a aumentar o controle sobre os processos, já que as atividades passam a ser automatizadas e o gestor pode acompanhar o andamento delas por meio da geração de relatórios.

Nesse sentido, a mobilidade corporativa também se torna uma grande aliada da gestão, haja vista que ela ajuda a acompanhar o trabalho das equipes externas, a monitorar o status das entregas e a elaborar rotas mais eficientes.

Existem diversas alternativas que podem ser utilizadas para aprimorar a gestão de frotas e aumentar o controle sobre as atividades realizadas. No entanto, com essas 5 dicas é possível alcançar uma melhoria considerável, observando algumas mudanças já no curto prazo.

Você já coloca em prática algumas dessas medidas? Deseja contribuir com mais alguma que não foi abordada no artigo? Aproveite os comentários para nos contar suas experiências sobre o assunto.